segunda-feira, 31 de outubro de 2011

DNJ - Dia Nacional da Juventude

Veja as Fotos do dia Nacional da Juventude, na Diocese de Patos de Minas.

Aconteceu no Parque de Exposições Brumado dos Pavões, em Patrocínio MG

Veja a Galeria de Fotos:

quinta-feira, 20 de outubro de 2011

Festa em Louvor a Nossa Senhora Aparecida

Nossa Senhora Aparecida, padroeira do nosso Brasil, merece muitas comemorações no seu dia, por isso, os paroquianos da Paróquia Santa Terezinha se reuniram na comunidade Nossa Senhora Aparecida no bairro Amir Amaral, para pedir, e mais ainda agradecer as benção e graças recebidas de nossa mãezinha do céu.

Iniciamos no dia 12 com um passeio ciclístico saindo da Igreja São Francisco e até a Igreja de Nossa Senhora Aparecida. Chegando lá celebramos a Missa das crianças. No final da celebração as crianças coroaram Nossa Senhora. E após a missa tivemos distribuição de cachorro-quente, pipoca, refrigerante, balas e sorteio de bicicletas e vários brinquedos para a criançada.

A tarde tivemos outra celebração na barraca e coroação de Nossa Senhora. E após a celebração saímos em procissão pelas ruas do bairro. Voltando a Igreja tivemos a movimentação na barraquinha, e todos os dias tínhamos missa e participação nas barraquinhas.

A festa foi encerrada no domingo dia 16, com uma bela celebração e coroação feita pelos festeiros.

Que Nossa Senhora Aparecida abençoe a todos que contribuíram na realização desta festa.

Pascom

Veja a Galeria de Fotos:

quarta-feira, 19 de outubro de 2011

Visita ao Santuário de Aparecida

    Dia nove de setembro, Padre José Ricardo juntamente com vários membros de nossa paróquia, partiram de Patrocínio em romaria, com destino a Aparecida-SP. Chegado lá na manhã do dia 10 de setembro, fomos ao Santuário de Aparecida para pedir a nossa mãezinha sua benção e também agradecer as infinitas graças que ela nos concede a cada dia.

    Visitamos o museu, a sala de milagres e outros locais do santuário. Atravessamos a passarela e visitamos a Igreja Antiga. Após o almoço visitamos o rio onde foi encontrada a imagem de Nossa Senhora Aparecida. Ouvimos alguns depoimentos de graças alcançadas e parte da historia do local. Alguns romeiros aproveitaram para dar uma volta de barca no rio.

    Seguimos para Guaratinguetá na igreja de Santo Antônio de Santana Galvão, onde Padre José Ricardo concelebrou a missa das 15:00 h que foi televisionada e muitos paroquianos puderam assistir a missa.

    Na manhã do dia 11, fomos à missa das 08:00 h no Santuário, onde Padre José Ricardo participou junto com muitos outros padres naquele santo altar, e muito nos emocionou, diante da fé que cada um nos transmitia.

    Quero agradecer em meu nome e de meus colegas, a Deus e ao Padre José Ricardo, por nos ter proporcionado esta viagem tão cheia de alegria e fé. Obrigada Padre principalmente por sua companhia e presença nestes momentos inesquecíveis. Que Deus lhe abençoe e continue iluminando seus passos.

Zélia F. S. Gonçalves
Comunidade São Francisco

Veja a Galeria de Fotos:

terça-feira, 18 de outubro de 2011

Editorial Outubro 2011

    Outubro mês das Missões e mês da Nossa Padroeira Santa Terezinha. 

    Este mês, deve ser um mês motivador para que assumamos o nosso papel de cristão missionário, seja na nossa família, comunidade e ou sociedade. Porém, este mês não deve ser somente de ação, deve ser também de reflexão. Pois, para sermos missionários não precisamos percorrer grandes distâncias, como fez Santa Terezinha.

    Este mês estamos celebrando grandes festas na nossa paróquia como a da nossa padroeira Santa Terezinha, São Francisco, Nossa Senhora do Rosário e Nossa Senhora Aparecida.

    Teremos também na nossa cidade este mês o DNJ (dia Nacional da Juventude) que será realizado no dia 30 de outubro, que possamos receber todos os jovens das outras paróquias da nossa Diocese. Jovens participem.

    Deus abençoe e proteja a todos e Santa Terezinha cubra de rosas a suas vidas!!

Pe. José Ricardo Lucas de Lima
Paróquia Santa Terezinha.

Dia Nacional da Juventude

Dia Nacional da Juventude acontece em Patrocínio dia 30 de outubro

    Todos os jovens da Diocese de Patos de Minas já se movimentam para a participação no DNJ 2011 (Dia Nacional da Juventude) que este ano acontece em Patrocínio, dia 30 de outubro, a partir das 8h, no Parque de Exposições Brumado dos Pavões.

    Os grupos e movimentos de Patrocínio, com apoio da coordenação Diocesana da Pastoral da Juventude estão preparando uma grande festa para celebrar o DNJ que tem levado tantos jovens a edificar suas vidas em Cristo e firmes na fé construir a Civilização do Amor.

    Neste ano, com o tema “Juventude e Protagonismo Feminino” e o lema “Jovens mulheres tecendo relações de vida”, o DNJ quer além de celebrar a vida e luta da mulher, denunciar todos os tipos de discriminação que elas sofrem no mundo contemporâneo. Nesse sentido, a Igreja quer provocar no jovem uma reflexão sobre o que a luta de tantas mulheres na história, inspiram suas vidas enquanto cristãs e cristãos.

    As inscrições encerram dia 15 de outubro, e podem ser realizadas pelo Blog da Pastoral da Juventude Diocesana, nos escritórios paroquiais ou com os coordenadores dos grupos e movimentos. A taxa de inscrição é no valor de R$ 5,00 e deverá ser entregue junto com a ficha de inscrição em cada escritório.

Pascom

Confira a programação:

08:00 h - Acolhida
08:30 h - Palestra de Abertura - Dom Cláudio Nori Sturm
09:15 h - Músicas/ animação
09:30 h - Palestra Protagonismo Feminino - Irmã Joana
10:15 h - Jornada Mundial da Juventude (JMJ) (Breve momento para se falar da JMJ, experiências e expectativas para a próxima Jornada no Rio de Janeiro)
10:30 h - Músicas/ animação
11:00 h - Celebração Eucarística
12:30 h - Almoço
13:30 h - Músicas/animação
14:30 h - Oficinas
    Protagonismo Jovem; preocupação com as questões sociais - Debate e ação
    Juventude e o valor da vida - Campanha contra a violência e extermínio de jovens
    Espiritualidade juvenil - Encontro pessoal com Cristo
    Os desafios da missionariedade juvenil nos dias de hoje
    Formação de coordenadores
15:30 h - Teatro de encerramento

O que é o DNJ?

    O Dia Nacional da Juventude é uma atividade permanente da Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB) que é realizada nas dioceses de todo o país. Com total apoio dos pastores de nossa Igreja, o DNJ quer celebrar a vida dos (as) jovens de forma alegre, descontraída e comprometida com a realidade social em que vivem, tendo como base a Pessoa e a Mensagem de Jesus Cristo.

    Lembrando a mensagem deixada pelo Papa Bento XVI, no Estádio do Pacaembu, em 10 de maio de 2007: “as ameaças à dignidade humana requerem um maior compromisso nos mais diversos espaços de ação que a sociedade vem solicitando”.

    Em sintonia com a mensagem do Papa, o DNJ quer despertar um processo de formação de “discípulos-missionários jovens” que possam ir ao encontro de todos os outros jovens ainda não atingidos pela mensagem cristã de esperança e paz.

Fonte: www.setorjuventude.org.br

Caça Palavras

Como estamos em outubro, o mês das missões, vamos procurar no quadro, os nomes dos apóstolos os enviados de Jesus.

Simão, André, Tiago, João, Filipe, Bartolomeu, Tomé, Mateus, Tadeu, Pedro e Judas

O Glorioso

    Com a criação da Paróquia São José, a equipe da PASCOM ficou dividida entre as duas paróquias, pois os membros residiam nas duas paróquias, sendo assim, passamos a fazer o Jornalzinho em conjunto e distribuíamos nas duas paróquias. Esse período foi muito bom e proveitoso, trabalhando em conjunto.

    Agora numa nova caminhada, com a chegada de Padre José Marcos, que convidou vários jovens para participarem do Encontro da PASCOM em Patos de Minas, no mês de junho, e todos voltaram para a Paróquia São José motivados e cheios de novas idéias, com muita criatividade, dedicação e apoio de seu pároco Padre José Marcos. Com toda esta alegria, surgiu então o Jornalzinho da Paróquia São Jose “O Glorioso”.

    O nome “O Glorioso” é uma homenagem ao Glorioso São José.

    Na celebração do dia 11 de setembro de 2011, foi o lançamento oficial do Jornal “O Glorioso” e apresentação da Equipe PASCOM (São José), para a comunidade.

    Queremos aqui agradecer a Deus por este tempo em que trabalhamos juntos e desejar todo sucesso e muita evangelização através do novo “O Glorioso”.

Pascom (Santa Terezinha)

Veja a Galeria de Fotos:

Nossa Senhora Aparecida, Exemplo para o Povo Brasileiro

    Maria apareceu em muitos lugares, como Lourdes, Fátima e La Salete. No Brasil, o Senhor quis que ela "aparecesse" através de uma imagem. A imagem é uma representação plástica que se torna uma linguagem forte. A linguagem visual. O importante é que a imagem seja autêntica. Ou seja, que contenha uma mensagem para transmitir e que o faça.

    Nossa padroeira se apresentou no Brasil por meio de uma imagem. Isso traz um significado profundo. É Deus se manifestando através dos recursos que temos para melhor compreender sua mensagem. Nosso povo é pobre e muitos não sabiam ler. Até hoje, é grande o número de analfabetos. Mesmo aqueles que sabem ler não têm o costume de se aprofundar na leitura, no tema.

    A imagem, então, é uma importante ferramenta de comunicação com o povo. No Brasil, imagem evangelizadora que Deus usou foi a tão simples e pequena imagem de Nossa Senhora Aparecida. Na sua humildade, Maria se coloca sempre pequena. Por isso, Deus a fez grande. Realizou nela maravilhas. Ela é a pobre do Senhor. E porque assim se fez, o Senhor olhou para sua pequenez, para sua humildade e nela fez maravilhas.

    Foi assim que Maria pôde profetizar em seu cântico: "Todas as gerações me proclamarão bem-aventurada." Todo esse trabalho de evangelização, que estamos realizando, hoje, deve ser feito com a força e o poder de Deus. Para que isso aconteça, ele só pode ser feito na humildade. A eficácia sobrenatural está intimamente ligada à humildade. Você pode e deve ser muito humilde e, por isso mesmo, muito eficaz.

    É muito comum as pessoas confundirem eficácia com altivez, orgulho e auto-suficiência. Isso é do mundo. É daquele que é o soberbo, o orgulhoso. Para ele é assim. Mas, para Deus não! Aprenda, com a pequena imagem de Nossa Senhora Aparecida, a sua eficácia. Não houve no mundo eficácia como a de Maria. Ela deu ao mundo o Salvador. Ela trouxe a salvação a toda humanidade.

    Maria tudo realizou na humildade. Não encontramos na Bíblia alguém mais pobre e humilde de coração. Justamente porque foi a mais pobre, a mais humilde, a mais simples; é que Deus fez dela a maior maravilha: o ponto de ligação entre a terra e o céu.

    Humildade não é sinônimo de ineficiência. As pessoas pensam que os humildes são ineficientes. Não! Os orgulhosos, os vaidosos, os auto-suficientes fazem estardalhaço, mas são iguais ao bumbo, que emite som alto e é oco por dentro. O segredo da eficácia está na humildade. Você conhece alguém mais eficaz do que Maria? Ela trouxe o Salvador e a salvação a este mundo: a essência. Portanto, nós é que precisamos aprender essa eficácia com Maria.

Pascom

Nossa Senhora Aparecida

    No dia 12 de outubro o Brasil celebrou a sua Padroeira, solenidade de Nossa Senhora Aparecida, declarada a padroeira do Brasil pelo Papa Pio XI, em 1930, e aclamada oficialmente como Rainha e Padroeira de nossa pátria em 1931, na cidade do Rio de Janeiro, então Capital Federal, na presença de uma multidão de fiéis e do Governo brasileiro.

    Neste feriado, milhares de devotos passam aos pés da Virgem de Aparecida para pedir a intercessão da Mãe de Deus.

    Por este imenso país, fiéis se unem ao Santuário Nacional em orações e agradecimentos.

HISTÓRIA:

    Em 1717 os pescadores Domingos Martins García, João Alves e Filipe Pedroso pescavam no rio Paraíba, na época chamado de rio Itaguaçu. Ou melhor, tentavam pescar, pois toda vez que jogavam a rede, ela voltava vazia, até que lhes trouxe a imagem de uma santa, sem a cabeça. Jogando a rede uma vez mais, um pouco abaixo do ponto onde haviam pescado a santa, pescaram, desta vez, a cabeça que faltava à imagem e as redes, até então vazias, passaram a voltar ao barco repletas de peixes. Esse é considerado o primeiro milagre da santa. Eles limparam a imagem apanhada no rio e notaram que se tratava da imagem de Nossa Senhora da Conceição, de cor escura.

    Durante os próximos 15 anos, a imagem permaneceu com a família de Felipe Pedroso, um dos pescadores, e passou a ser alvo das orações de toda a comunidade. A devoção cresceu à medida que a fama dos milagres realizados pela santa se espalhava. A família construiu um oratório, que, logo se constatou que era pequeno para abrigar os fiéis que chegavam em número cada vez maior. Em meados de 1734, o vigário de Guaratinguetá mandou construir uma capela no alto do Morro dos Coqueiros para abrigar a imagem da santa e receber seus fiéis. A imagem passou a ser chamada de Aparecida e deu origem à cidade de mesmo nome.

    Em 1834 iniciou-se a construção da igreja que hoje é conhecida como Basílica Velha. Em 06 de novembro de 1888, a princesa Isabel visitou pela segunda vez a basílica e deixou para a santa uma coroa de ouro cravejada de diamantes e rubis, juntamente com o manto azul. Em 8 de setembro de 1904 foi realizada a solene coroação da imagem de Nossa Senhora da Conceição Aparecida e, em 1930, o papa Pio XI decreta-a padroeira do Brasil, declaração esta reafirmada, em 1931, pelo presidente Getúlio Vargas.

    A construção da atual Basílica iniciou-se em 1946, com projeto assinado pelo Engenheiro Benedito Calixto de Jesus. A inauguração aconteceu em 1967, por ocasião da comemoração do 250º Aniversário do encontro milagroso da imagem, ainda com o templo inacabado. O Papa Paulo VI ofertou à santa uma rosa de ouro, símbolo de amor e confiança pelas inúmeras bênçãos e graças por ela concedidas. A partir de 1950 já se pensava na construção de um novo templo mariano devido ao crescente número de romarias. O majestoso templo foi consagrado pelo Papa, após mais de vinte e cinco anos de construção, no dia 4 de julho de 1980, na primeira visita de João Paulo II ao Brasil.

    A data comemorativa a Nossa Senhora Aparecida (aniversário do aparecimento da imagem no Rio) foi fixada pela Santa Sé em 1954, como sendo 12 de outubro. É nesta época do ano que a Basílica registra a presença de uma multidão incontável de fiéis, embora eles marquem presença notável durante todo ano.

Festa de Nossa Senhora do Rosário

    A Comunidade Nossa Senhora do Rosário esteve em festa nos dias de 13 a 18 de setembro. Todos os dias tivemos celebrações com a participação de todas as comunidades urbanas de nossa paróquia. Após a celebração tínhamos uma animada barraquinha onde todos podiam brincar de bingo, fazer seu lanchinho e jogar conversa fora, aproveitando o momento para rever muitos amigos.

    No Sábado a tarde teve a tradicional cavalgada dos devotos, a noite tivemos a participação dos ternos de congados, na benção e levantamento do mastro de Nossa Senhora do Rosário e São Benedito e finalmente no domingo muitos ternos de varias cidades, de perto e de longe, vieram saudar Nossa Senhora e São Benedito, passaram pela igreja com suas danças e seus cantos louvando e agradecendo mais uma participação. À tarde tivemos a celebração da Santa Missa a Coroação a Nossa Senhora a passagem das Coroas para os festeiros de 2012 em seguida saímos em procissão pelas ruas do bairro e voltando a igreja com muita alegria se despediram de Nossa Senhora e São Benedito para retornarem para suas casas. E se Deus quiser ano que vem estarmos todos aqui para juntos vivenciarmos mais uma festa.

    Obrigado a todos que colaboraram, obrigado pelas doações materiais e pelos serviços, pois sem a ajuda de cada um que passou por aqui deixando um pouquinho de si, não seria possível que tudo acontecesse tão bem. Obrigado e que Nossa Senhora do Rosário e São Bendito lhes recompense com muitas graças, tudo que fizeram por nós.

CCP - Comunidade Nossa Senhora do Rosário

Veja a Galeria de Fotos:

01 de Outubro dia de Santa Terezinha

GRANDIOSA FESTA EM LOUVOR A SANTA TEREZINHA

    Santa Terezinha nos presenteou com uma
chuva de rosas no encerramento da sua Festa.

    As comemorações da festa duraram 2 semanas, todos os dias tivemos celebrações, contamos com a participação de todas as comunidades urbanas e rurais, com os meninos da Colina da Paz e os meninos do Seminário Menor, e ainda vieram celebrar conosco os paroquianos de São José, São Damião e Nossa Senhora do Patrocínio, e cada um nos ajudou a abrilhantar a festa de Nossa Padroeira Santa Terezinha.

    Ficamos muito felizes com a participação de cada um e queremos agradecer especialmente a dedicação e presença de nosso Pároco Padre José Ricardo que muito nos ajuda, incentiva e nos mostra o melhor caminho em busca de Jesus.

    Dos dias 30/09/2011 até dia 09/10/2011 tivemos movimentação nas barraquinhas e todos puderam confraternizar.

    No domingo do encerramento dia 09, a Celebração da Santa Missa foi as 18:00 h, numa linda celebração campal na rua em frente à Igreja com a participação dos festeiros de 2011 e os que serão festeiros em 2012 e muitos paroquianos. No final da celebração saímos em procissão em algumas ruas do bairro, na chegada em frente à Igreja o andor com Santa Terezinha ficou na esquina enquanto todos passavam por ela, fazendo um corredor central no qual Santa Terezinha passou por nós, e enquanto a saudávamos cantando, tivemos uma bela surpresa, com grande emoção enquanto ela passava, era jogado sobre nós uma chuva de pétalas de rosas, e em nossa fé acreditamos que são as graças, que tanto pedimos durante estes dias, a nossa Santinha.

Pascom

Veja a Galeria de Fotos:

CatequInformando

DATAS PREVISTAS PARA CONFISSÕES PRIMEIRA EUCARISTIA E CRISMA - PARÓQUIA SANTA TEREZINHA 2011

Crisma

    22 de outubro: Confissões para crismandos da zona urbana a partir das 08:00 h - Igreja Santa Terezinha

    25 de outubro: Celebração de Pais e Padrinhos e Primeira Eucaristia dos crismandos - Igreja Santa Terezinha

    29 de outubro: Retiro com os crismandos

    05 de novembro: CRISMA as 08:30 h - Igreja Santa Terezinha

CONFISSÕES

Santa Terezinha - 22/10 / São Francisco - 22/10 / Santa Edwiges - 22/10 / Nª do Sª do Rosário - 22/10 / Nª Sª Aparecida - 22/10 / Adultos - 22/10 / Santo A. Quebranzol - 21/10 / Vieiras - 05/10 / Divisa - 12/10 / Pedros - 12/10 / Duas Pontes - 14/10 / Silvano - 28/10 / Coelhos - 19/10 / Mata do Silvano - 26/10

PRIMEIRA EUCARISTIA

CONFISSÕES

Santa Terezinha - A definir / São Francisco - A definir / Santa Edwiges - A definir / Nª Sª do Rosário - A definir / Nª Sª Aparecida - A definir / Santo A. Quebranzol - 18/11 / Divisa - 09/11 / Pedros - 09/11 / Duas Pontes - 11/11 / Silvano - 25/11 / Coelhos - 16/11 / Mata do Silvano - 23/11

PRIMEIRA EUCARISTIA

Santa Terezinha; São Francisco; Santa Edwiges; Nª Sª do Rosário; Nª Sª Aparecida - 04/12 Matriz Santa Terezinha / Santo A. Quebranzol - 18/11 - Na comunidade / Divisa - 14/12 - Na comunidade / Pedros - 14/12 - Na comunidade / Duas Pontes - 09/12 - Na comunidade / Silvano - 25/11 - Na comunidade / Coelhos - 16/11 - Na comunidade / Mata do Silvano - 23/11 - Na comunidade

Cantinho do Coração de Jesus

PÁSSAROS MISSIONÁRIOS...

    É uma coincidência muito feliz que os pássaros façam todos os gestos de sua missionariedade tão intensamente, justo no mês das Missões, do Santo Rosário e também de nossa Mãe Aparecida.


    Creio que eles cantam como cantam, para louvar a Deus pela natureza esplendidamente maravilhosa, para nos lembrar a todos que também devemos reconhecer, agradecer e bendizer ao Senhor por tudo que Ele nos dá; eis a nossa primeira missão!


    Cantam também para provar a nós que, rezando o terço, com tantas repetições, temos condição de fazer tudo mais bonito e mais bem feito sempre. Não é verdade que eles, muitas vezes, repetem seu canto insistentemente? Eles não se cansam, com tanta repetição, de louvar ao Criador, que tudo pode para nós todos! Também é nossa missão, levarmos a Deus todas as nossas súplicas e louvores, através de ações, dia após dia, noite após noite.


    Com certeza cantam também para demonstrar segurança, confiança total, alegria sem medida por serem criaturas de Deus e por fazerem parte da natureza tão bela. Com eles, aprendemos que vale a pena ser de Deus; que nos encoraja muito o fato de nos sentirmos resguardados, protegidos e amados sob o manto de nossa Mãe e Mãe de Deus. Realmente, os pássaros têm motivos de sobra para nos encantar todo momento com o seu canto, que também é missionário. E nós, cantando também, ou só ouvindo o seu canto, seremos despertos para sermos verdadeiros missionários. Na família, na Igreja, na escola, no trabalho, no lazer, na oração, na alegria ou na dor, quem nos ver, verá o jeito de Jesus, a alegria de Maria e o amor de Santa Teresinha.


    Com certeza, seremos vistos fazendo o bem sempre, sendo solícitos com todos, levando e provocando alegria onde for mais necessário e, principalmente, mostrando Jesus a todos, quer nas palavras, nos gestos, ou mesmo na nossa aparência. Que Jesus seja amado por todos e que cada um de nós seja responsável por esta missão tão bonita e verdadeira.


    Querido (a) irmão (ã), leitor (a): se você não parou ainda para ouvir o canto forte e alegre de nossos pássaros, pare agora. E pense comigo: São ou não são verdadeiros missionários de Deus no mundo? ...Obrigado, Senhor Deus, pelos pássaros e pelo seu canto que nos despertam para o verdadeiro amor missionário!


Um abraço amigo, Maria José S. Alfredo

Entrevista

PASTORAL CATEQUÉTICA

    Amigos e Amigas em Jesus Cristo! Segue abaixo a entrevista com a coordenadora da Pastoral Catequética, Edilamar Maria de Arvelos Caixeta. Nossos sinceros agradecimentos e que Deus a ilumine para continuar fazendo esse belo trabalho em prol do reino de Deus.

Natanael Oliveira Diniz


    1. Qual a importância da Pastoral Catequética para a Igreja?
R. A catequese é importante, porque ajuda os catequizandos na educação da fé, atingindo todas as etapas da vida: do nascimento a morte, ligando fé e vida na busca do encontro pessoal com JESUS CRISTO.


    2. Qual o perfil dos catequistas de nossa paróquia?
R. A paróquia conta com 108 catequistas: jovens, adultos, homens e mulheres de todas as faixas etárias.
    Em algumas comunidades o grupo é permanente, isso qualifica a catequese, pois há o compromisso do catequista, que esforça na formação. Porém, existem ainda aqueles que não comprometem e quando esbarram nos desafios (que são muitos!) eles desistem.


    3. Sabemos dos desafios em educar nossas crianças e jovens. O que a pastoral tem feito para despertar maior interesse para a participação na vida da Igreja?
R. Vejo uma grande organização na catequese, tanto diocesana, setorial e também paroquial. Todas as ações catequéticas são planejadas e desenvolvidas ao longo do ano. A catequese prioriza o acolhimento, a formação e espiritualidade dos catequistas. Esse tripé é fundamental, e a catequese o pratica sempre.


    4. Conte-nos sua experiência pessoal. O que te levou a ser catequista? Quem são os santos de sua devoção?
R. Posso afirmar que sou feliz como catequista, encantada com o Projeto de JESUS. Quando realizamos nosso encontro pessoal com JESUS, não tem mais volta. Ele nos seduz, nos encanta nos move e impulsiona a ecoar o seu AMOR. É uma experiência muito pessoal, sei que quanto mais conheço seu Projeto, mais me comprometo na sua mensagem.
    Ser catequista exige muito. São muitas reuniões, estudos, formações e retiros. Mas, tudo isso me fez crescer na fé e ser uma pessoa melhor.
    Gosto muito da leitura da vida dos santos, todos eles me deixam uma lição, um exemplo. Fico fascinada com suas histórias, seu total abandono nos braços do PAI. Santa Terezinha e São Francisco como modelo da mais linda entrega ao AMOR.


    5. Como é feito o Congresso de Catequistas? Patrocínio já sediou algum?
O Congresso diocesano de catequistas é realizado todos os anos no final do mês de agosto. Cada ano, um setor da diocese se encarrega da realização, escolhendo uma cidade do setor para sediá-lo. Em Patrocínio já aconteceram congressos.


    6. Estamos no mês missionário, e temos a missão de propagar a mensagem do Evangelho. Pra você as pessoas estão seguindo o evangelho com autenticidade?
R. A mensagem de Jesus é muito clara “Quem quiser me seguir, tome a sua cruz e siga-me” Hoje as pessoas querem encontrar Jesus, mas sem a cruz, buscam um Jesus curandeiro, querem o Evangelho da prosperidade. Li em algum lugar a seguinte mensagem: “Há poema mais bonito que um gesto de amor? Até os iletrados são capazes dessa literatura.”

Outubro Mês Missionário

A palavra "missão" vem do latim "mittere" que significa "enviar"; missus=enviado. Portanto, missão é incumbência, tarefa, obrigação, encargo, comissão especial, vocação. Há vários tipos de missão: diplomática, de paz, científica, de guerra e religiosa, sendo que nesta última os protagonistas são: Deus e o Homem.


A origem da missão está em Deus Pai que envia os seus servos a trabalharem e recolherem os frutos. Envia também seu Filho único. Para a salvação dos homens e do mundo, restabelecimento da paz e comunhão com Deus e formação de uma comunidade fraterna entre os homens. A função da Igreja é apenas realizar a missão de Jesus. Assim como Jesus recebeu do Pai todo poder, nós também recebemos dele e da Igreja o poder de realizar a missão. Para concretizá-la devemos ser mediadores entre Deus e os homens, ser fiéis à doutrina do Pai e evangelizar com gestos e palavras em direção aos pobres e aos excluídos da sociedade, libertando-os de tudo que os oprime. Todos nós batizados somos missionários do Pai, enviados a pregar com fidelidade o Evangelho.

Pascom

Mês Missionário

    Estamos no mês missionário (outubro) em que a Igreja dedica-se mais intensamente à Vocação Missionária. A Lúmen Gentium (documento da Igreja de 1962-1965), Luz dos Povos, aborda que todo batizado em nome da Trindade Santa é missionário por vocação, cuja missão é Testemunhar e Profetizar. Antes do Concílio Vaticano II (reunião dos bispos do mundo inteiro com o papa em 1962-1965), a preocupação maior era que todos os batizados intensificassem as orações para que Deus suscitasse mais vocações sacerdotais e religiosas, para que assim, sacerdotes e religiosos fossem os únicos testemunhas e profetas.


    Porém, com esse documento, ouve uma nova visão de quem de fato são os testemunhas e profetas. Não é somente aqueles chamados a vida celibatária e religiosa. Todo batizado é chamado a dar testemunho do Amor e da Verdade. Todo batizado é missionário seja onde está, ou em terras longínquas.


    A partir de então é preciso assumir a vocação missionária, conforme o seu estado. Se és casado (a), exercê-la em casa, na família, no trabalho, no lazer etc. O esposo que dá testemunho de Jesus para a esposa (vice-versa). Os pais que dão testemunho de Jesus para os filhos (vice-versa).


    Agora, existem também aqueles que são chamados por Deus, em nome da Igreja de Cristo, para serem missionários em “terras alheias”, distantes. Isso em obediência ao mandato missionário de Jesus Cristo antes de subir aos Céus (Mt 28ss).


    A Igreja de Cristo continua a obra salvadora de Cristo, que depois de muita formação, oração, discernimento, prudência e autoridade dada do alto, envia missionários para anunciar o Kerígma (...Paixão, Morte e Ressurreição...), a Boa Nova da Vida. Levam o Evangelho da vida, para os cristãos, para que de fato sejam mais firmes na caminhada e jamais esmoreçam e levam a Boa Notícia aos que não são Cristãos, para que acreditem e sejam salvos, participem com amor dos Sacramentos (vida divina), e possam fomentar o amor caritativo (oblativo), que vem de Deus!


    Enfim, o primeiro passo para ser missionário autêntico e ardoroso, seja perto ou longe é a vida de oração: “Um missionário de joelhos, ou seja, em oração, converte mais pessoas para Deus e para a Igreja, do que todos os missionários esparramados nos cinco continentes, que não se põem de joelhos, ou seja, em oração!” Isso dizia o Papa Bento XVI.


    Com certeza existem outros passos, mas o passo que deve ser dado em primeiro lugar é este. Rezar para se fortalecer e ser iluminado pelo próprio Deus, que o conduzirá com clareza, seja qual for a sua missão, perto ou longe!


Padre Ivan José (Assessor Vocacional
e Reitor do Seminário Menor Mons. Josias Tolentino de Araújo.

As Vocações Especiais

    Prezados paroquianos da Paróquia Sta. Terezinha, achamos conveniente dar continuidade ao tema do nosso artigo do mês passado: a “Vocação”. Desta vez, vamos falar das vocações específicas. Todos nós somos chamados a uma vocação específica: vocação consagrada (Padres, freis, freiras), vocação matrimonial, etc. E, somente vivendo livremente a resposta a este chamado vocacional, podemos saciar o desejo de felicidade colocado em nosso coração pelo criador. A vocação é sempre iniciativa de Deus.


    Geralmente, por causa da fraqueza humana, a pessoa que é chamada resiste ao chamado de Deus. Na Bíblia temos várias passagens em que isto é evidente: aquele que é chamado se sente incapaz de realizar a missão a ele confiada, tendo medo dela, tentando subtrair-se, fugir, esquivar-se. Este é o caso de Moisés (cf. Ex 4, 1-10), de Elias (1Rs 19,3) de Jeremias (Jr 1,7-8) e muitos outros personagens bíblicos. Mas a pessoa sempre se submete à vontade de Deus, pois Deus sempre o atrai, como no caso de Amós (cf. Am 3,8; 7,14-15). A partir da tomada de consciência da sua vocação, a pessoa é transformada e vive somente em função de seu cumprimento. Esta transformação acontece aos poucos, pois a vocação, como experiência inicial e fundamental do chamado, deve tornar-se uma fidelidade permanente capaz de superar os obstáculos: mesmo os grandes profetas, até Jesus, experimentaram dificuldades. Basta pensar no desencorajamento de Elias (cf. 1Rs 19,3-4); nos sofrimentos de Jeremias (cf. Jr 20,14-18), na hora do Getsêmani de Jesus (cf. Mt 26,36; Lc 22,39-44). Nesses momentos, é a vocação inicial (“o Sim”) e a promessa de Deus (“eu estarei contigo”) que sustenta o escolhido e o faz prosseguir fielmente pelo caminho. Muitas vezes, a vocação é uma caminhada na qual se conhece o ponto de partida, mas que não se sabe aonde vai levar.


    Gostaríamos de fazer aqui uma referência particular a uma vocação específica muito importante: a vocação ao matrimonio. É a partir do matrimônio que podem surgir todas as outras vocações.


    O matrimônio é a vocação que, podemos dizer, é vivida pela maioria das pessoas. O fundamento desse sacramento é o amor que une duas pessoas para a comunhão de vida e a busca da santidade para ambos. Desde o antigo testamento os profetas já falavam da necessidade da fidelidade do povo de Israel a Deus em comparação com a fidelidade que deve reinar no matrimônio: “Eu te desposarei a mim na fidelidade e conhecerás Yahweh” (Os 2,22;). Jesus elevou o matrimônio à condição de sacramento (cf. Mt 19,1-9; Mc 10,1-12) e São Paulo fala da grandiosidade deste sacramento fazendo uma analogia do mesmo com a relação de Cristo com a igreja: “É grande este mistério: refiro-me à relação de Cristo com a sua Igreja. Em resumo cada um de vós ame a sua mulher como a si mesmo e a mulher respeite o seu marido” (Ef 5,33). A vida matrimonial necessita de uma compreensão clara do sacramento do matrimônio e da sua dignidade. Diante das dificuldades que podem surgir na vivência matrimonial somente a fé fundamentada no Amor de Cristo poderá vencê-las.


    Em resumo, todas as vocações precisam ser fundamentadas no Amor de Cristo. A vocação é um chamado para o serviço a Deus e ao próximo e só se realizará autenticamente se for uma doação. Assim, a exemplo de Cristo, somos chamados a doar a vida, o que pode nos exigir sacrifício, mas sabemos que é nesta vocação que está a nossa realização. Como Cristo venceu o pecado e a morte pelo amor, também nós pelo amor podemos vencer as provações que nos querem desviar do caminho de Deus e nos conduzir ao pecado e à morte.


    Diante dos desafios atuais na vivência das vocações não podemos nos desanimar, mas avivar ainda mais a nossa fé e dar o nosso testemunho. Aquele que permanece ligado a Jesus Cristo por meio do Sacramento da Eucaristia, da Escuta da Palavra, seja nas celebrações ou na leitura e meditação pessoal da Escritura, da vivência diária da prática da Caridade, vencerá as tribulações e experimentará a alegria da vida no encontro pessoal com Cristo. Então, que busquemos todos os meios que nos façam ter um verdadeiro encontro com Cristo.


    José Antônio Ramos, seminarista do 3º ano de Teologia
do Seminário Maior “Dom José André Coimbra” de Patos de Minas.

sexta-feira, 14 de outubro de 2011

O Mensageiro - Outubro de 2011

O Mensageiro - Outubro de 2011

Orgão Informativo da Paróquia Santa Terezinha

Patrocínio MG - Diocese de Patos de Minas

Clique nas Imagens e veja:

     

     

terça-feira, 11 de outubro de 2011

Festa em Louvor a São Damião de Molokai

Paróquia São Damião de Molokai - Patrocínio MG

Festa em Louvor a São Damião de Molokai

de 14 a 23 de outubro de 2011

Veja o Cartaz com a Programação:

segunda-feira, 10 de outubro de 2011

Galeria de Fotos

Clique na Imagem para ver a Galeria de Fotos:

Muito obrigado pela visita!!!

Clique nas paginas para ver outras matérias.

Seguidores

Total de visualizações de página

Colaboradores


Foto: