terça-feira, 30 de outubro de 2012

Editorial - Outubro 2012

O mês de Outubro é o mês das missões.

     A palavra “missão” vem do latim “mittere” que significa “enviar”; missus = enviado. Portanto, missão é incumbência, tarefa, obrigação, encargo, comissão especial, vocação. A origem da missão está em Deus Pai que envia os seus servos a trabalharem e recolherem os frutos. Envia também seu Filho único. Para a salvação dos homens e do mundo, restabelecimento da paz e comunhão com Deus e formação de uma comunidade fraterna entre os homens.

    A função da Igreja é apenas realizar a missão de Jesus. Neste mês também comemoramos com muita alegria a festa de nossa Padroeira, Santa Terezinha e também Nossa Senhora Aparecida e de Nossa Senhora do Rosário, ficamos muito felizes com a participação dos paroquianos que participaram com muita devoção, parabéns pela devoção, pela fé e também quero exaltar a dedicação e o amor dos festeiros de nossa Paróquia em todas as festas realizadas.

    Que Santa Terezinha nossa padroeira e também das missões nos ilumine na nossa caminhada de todos os dias.

    Deus abençoe a todos!!!

Pe. José Ricardo Lucas de Lima
Paróquia Santa Terezinha.

Caça Palavras

"Amarás o Senhor teu Deus de todo o teu coração, de toda tua alma, de todas as tuas forças e de todo teu pensamento e a teu próximo como a ti mesmo". Falou-lhe Jesus: "Respondeste bem; faze isto e viverás." Lucas 10, 27-28

Festa em Louvor a Santa Terezinha

A Matriz de Santa Terezinha esteve em festa. Teve inicio no dia 22 de setembro e encerrou no dia 02 de outubro. Durante estes 11 dias tivemos, celebração da Santa Missa todos os dias, e tivemos ainda a participação das Paróquias São Damião, Nossa Senhora do Patrocínio e São José, que vieram com seus párocos e seus paroquianos para participarem e abrilhantarem ainda mais a festa de Santa Terezinha. Pe. Ivan e seus seminaristas também participaram conosco, Pe. José Luís, Pe. Marcos, filho de nossa cidade, e que hoje trabalha na Paróquia Santa Cruz, em Cruzeiro da Fortaleza, também nos alegrou com sua presença. Tantas meditações e homilias que nos levaram a refletir sobre nossas vidas, nossas famílias e nossos inúmeros defeitos. Como anda nossa busca pela santidade? Se estamos sentados, olhando a vida passar, ou se fazemos parte dos operários, da messe do Senhor?

No Final das celebrações rezávamos a novena, e tínhamos uma homenagem a Santa Terezinha, sempre preparada com muito carinho pelas escolas, por pastorais e movimentos, pelos festeiros. Assim, todos puderam colaborar de uma forma ou de outra, e buscando sempre mais os exemplos e o modelo de vida deixado a nós por Santa Terezinha. Mesmo tentando bastante estamos longe de tanta santidade e amor, mas não desanimemos, temos que continuar correndo atrás.

Após a celebrações todos os dias tinha uma animada barraquinha, jogando um bingo e se deliciando com o pasteis, caldo, espetinho, bebidas, doces e tortas, tudo muito gostoso, preparado com muito amor.

Obrigado a todos que se dedicaram, principalmente aos incansáveis festeiros por seu trabalho, esforço e dedicação e a nosso Pároco Pe. José Ricardo que se fez presente auxiliando em tudo, celebrando e ajudando no que pode, por isso, valeu a pena e que Santa Terezinha derrame uma chuva de rosas em nossas famílias.

Pascom - Pastoral da Comunicação

Galeria de Fotos:

O Mensageiro Entrevista

Entrevista Pascom

Amigos e Amigas em Jesus Cristo. Nossa entrevista desse mês traz o casal Marcelo e Kenia, eles fazem parte da Pascom (Pastoral da Comunicação). Na oportunidade eles comentam e respondem alguns questionamentos sobre esse importante trabalho na paróquia. Nossos agradecimentos. Eduardo e Dayane.

01 - O que é a PASCOM?

PASCOM é a Pastoral da Comunicação.

Esta é uma indagação ainda presente, em nossa Igreja. Há os que acham que a turma da Pascom quer se exibir, fazer fotografias, filmar, aparecer na hora dos avisos no final da missa, ter o nome do expediente do boletim paroquial, falar na rádio etc.

A experiência tem mostrado que atuar na Pascom é coisa séria e tem muito o que fazer. Sabe por quê? Porque a Pascom não é uma pastoral que trabalha isoladamente. Ela passa por dentro de todas as outras pastorais, movimentos e serviços, levando o oxigênio da comunicação a toda paróquia.

02 - Qual a função da pastoral na paróquia?

Dar unidade às práticas de comunicação existentes na Igreja. Quantas paróquias têm programas de rádio, site, jornal, mural, mas cada um feito por uma pessoa ou um grupo, isoladamente? A Pascom existe para dar unidade as estas ações.

A Pascom tem a função de atuar em toda comunicação, para levar as informações até os paroquianos, tendo muitos campos para atuar, porem hoje em nossa Paróquia temos o jornalzinho “O Mensageiro”, que nos mantém informados dos eventos, acontecimentos e todo tipo de informação, divulgação que a Paróquia necessite fazer. E ainda tem o Blog pela internet, que todos podem acessar e ver as matérias e fotos de tudo que acontece em nossa paróquia.

03 - Quais os desafios da pastoral?

Temos muito mais coisas que poderiam ser feitas, porem temos nossas limitações, às vezes nos faltam bagagem, preparo e conhecimento, para fazer mais dentro da pastoral. Nos trabalhos que estamos fazendo, nossa maior dificuldade é fazer uso dos meios, que temos em nossa paróquia. Estamos a disposição para ajudar e divulgar, porem é preciso que as pastorais e movimentos utilizem este meio. Nos informando, mandando noticias que podem tornar nosso jornalzinho ainda mais interessante.

O objetivo da Pascom não é, simplesmente, produzir e emitir informações. Antes disso, é preciso pensar em melhorar a qualidade da comunicação entre as pessoas, pastorais e setores, para que a comunicação gere comunhão, a exemplo das primeiras comunidades cristãs. Devemos comunicar para gerar comunhão.

04 - Quem pode participar e como são feitas as reuniões?

Hoje, nossa equipe e formada por 9 membros (diretos), e alguns membros que não fazem parte das nossas reuniões, mas dão as suas contribuições mensalmente no nosso Informativo paroquial. A nossa pastoral não é fechada, porem se você tiver conhecimento nesta área, e gostaria de participar conosco, é só nos procurar e vir participar conosco.

Nosso Jornalzinho normalmente é distribuído no segundo final de semana de cada mês, portanto, fazemos nossa reunião mensal no inicio do mês, para o fechamento do jornal e distribuição das tarefas.

05 - Quais são os santos de sua devoção?

Nossos Santos de devoção são Nossa Senhora do Rosário, Santa Terezinha e Sagrada Família.

06 - Deixe-nos sua mensagem.

A Pastoral da Comunicação é o conjunto de ações realizadas dentro de uma comunidade eclesial. É a pastoral do ser e estar em comunhão com a comunidade. É a pastoral da participação, das inter-relações humanas, da organização solidária e do planejamento democrático do uso de recursos e instrumentos que facilitem o intercâmbio de informações e de manifestações das pessoas no interior da comunidade ou da comunidade para o mundo que o rodeia. Não é uma pastoral a mais, mas aquela que integra todas as demais pastorais.

quarta-feira, 24 de outubro de 2012

Cantinho do Coração de Jesus

O ANO DA FÉ (INFORMAÇÃO)
Texto: Dom Murilo S. R. Krieger, scj

    Dia 11 de outubro deste ano, o Papa Bento XVI abril o Ano da Fé, com um convite para todos os fiéis católicos: o de buscarem “uma autêntica e renovada conversão ao Senhor, único salvador do mundo” (Bento XVI, Carta Apostólica Porta Fidei). As razões para a instituição desse Ano são basicamente duas: celebrar o cinquentenário da abertura do Concílio Vaticano II (1962-1965), uma “grande graça de que se beneficiou a Igreja no século XX”, e comemorar os vinte anos da publicação do Catecismo da Igreja Católica, aprovado com a finalidade de “ilustrar a todos os fiéis a força e a beleza da fé”. Um Sínodo dos Bispos, que começará no próprio dia 11, e que terá como tema “A nova evangelização para a transmissão da fé cristã”, deverá levar a Igreja a “um empenho eclesial mais convicto a favor de uma nova evangelização, para se descobrir de novo a alegria de crer e de reencontrar o entusiasmo de comunicar a fé”. Nas dioceses de todo o mundo, a união com o sucessor de Pedro neste dia tão importante se manifestará através de celebrações eucarísticas ou de outras iniciativas.

    Ao longo do Ano da Fé, que se encerrará na Solenidade de Nosso Senhor Jesus Cristo Rei do Universo, a 24 de novembro de 2.013, seremos convidados: 1) a intensificar uma ampla reflexão sobre a fé, “para ajudar todos os fiéis em Cristo a se tornarem mais conscientes e a revigorarem sua adesão ao Evangelho”; 2) a confessar a fé no Senhor Ressuscitado, em nossas catedrais e nas igrejas do mundo inteiro, em nossas casas e no meio de nossas famílias, “para que cada um sinta fortemente a exigência de conhecer melhor e de transmitir às gerações futuras a fé de sempre”; e 3) seremos chamados a descobrir novamente os conteúdos da fé “professada, celebrada, vivida e rezada”.

    A fé supõe um testemunho e um compromisso público, já que ela não é um ato privado. É necessário pois, que assumamos a responsabilidade social daquilo em que acreditamos. “Não podemos aceitar que o sal se torne insípido e a luz fique escondida”. Nossa fé tem como fundamento o Senhor Ressuscitado. À medida em que vivermos por Cristo, com Cristo e em Cristo, compreendemos as razões pelas quais acreditamos e teremos condições de testemunhá-Lo a tantos que o procuram de mil maneiras, mesmo que não conheçam seu nome e seu rosto. Essas pessoas perceberão que não anunciamos ou seguimos uma teoria, mas que encontramos uma Pessoa viva, que vive na Igreja e ilumina nossa própria existência. Ao longo do Ano da Fé deveremos manter o olhar fixo sobre Jesus Cristo, “autor e consumador da fé” (Hb 12,2). Ele é a resposta aos corações inquietos. Nele tudo encontra plena realização: as alegrias e os sofrimentos, “o perdão diante da ofensa recebida e a vitória da vida sobre o vazio da morte”. O Ano da Fé é, pois, um convite a nos tornarmos sinais vivos da presença do Ressuscitado no mundo.

    Que o Senhor nos ilumine e nos una numa fé cada vez maior, cada vez mais adulta. Que o “Ano da Fé” nos faça mais irmãos.

    Um abraço amigo, Maria José da Silva Alfredo.

Aniversário da Colina Paz

No ultimo dia 23/09 foi realizada, na Comunidade Terapêutica São Vicente de Paulo (Colina da Paz), a festa de 10 anos de fundação. Foi para nós motivo de muito orgulho e alegria, tivemos a presença de muitos dos graduados com suas famílias, pessoas que recuperaram a dignidade, o amor pela vida e pela família, a auto estima e deixaram de lado as drogas e o álcool, conheceram JESUS CRISTO, e se apaixonaram por ele, pois sabemos que a dependência química não tem cura, mas sim a libertação. O Padre José Luís, carinhosamente celebrou a missa as 11:00 horas e logo após foi servido um delicioso almoço, em seguida tivemos uma tarde festiva, e terminamos o dia com uma palestra de nossos irmãos Jeová e Osmario, que estão conosco desde o inicio deste trabalho. Um dia abençoado por DEUS. Muito obrigado a todos.

Aproveitando o espaço, estamos fazendo uma rifa beneficente, em prol da Capela de São Vicente de Paulo, na Comunidade Terapêutica Colina da Paz. Será sorteado um (TABLET POSITIVO YPI com WI-FI, BLUETOOTH, CÂMERA 2.0 MP, 10 GB, ACELERÔMETRO, TELA de 7” e ANDROID 2.3), o valor do bilhete é de R$ 5,00 (cinco reais), o sorteio será no sistema de cumbuca, no dia 09 de dezembro de 2012. Dê a sua colaboração, na construção da nossa capela, comprando o seu bilhete. Boa sorte aos nossos colaboradores.

Veja a Galeria de Fotos:

Festa em Louvor a Nossa Senhora do Rosário e São Benedito

    A Comunidade Nossa Senhora do Rosário, esteve em festa. Vieram muitos grupos de Congados para homenagear Nossa Senhora do Rosário e São Benedito. A festa começou no dia 12 de setembro, com a celebração da Santa Missa, e após a celebração a participação na barraquinha. As celebrações contaram com a participação das demais comunidades de nossa paróquia, no final da celebração, tínhamos uma linda coroação, para homenagear a mãe de Jesus e nossa mãe.

    No dia 15 esteve celebrando conosco Pe. Magno de Patos de Minas, no final da celebração teve a benção do Mastro e após celebração foi feito o levantamento do mastro.

    Para encerrar no domingo, foram acolhidos os ternos de congados, com um café comunitário na barraca, na sequencia os Congados puderam passar pela Igreja com seus ternos e saudar Nossa Senhora. Depois tivemos a Santa Missa e a tarde fizemos a procissão, a coroação e passagem de coroa para o próximo ano.

    Obrigado a todos que participaram conosco e que Nossa Senhora os proteja e vá sempre a nossa frente intercedendo por nós.

Pascom - Pastoral da Comunicação

Veja a Galeria de Fotos:

quarta-feira, 17 de outubro de 2012

Santos e Santas do Mês de Outubro

01/10 - Santa Terezinha do Menino Jesus, Rogai por nós!

02/10 - Santo Anjo da Guarda, Rogai por nós!

04/10 - São Francisco de Assis, Rogai por nós!

05/10 - São Benedito, Rogai por nós!

06/10 - Nossa Senhora do Rosário, Rogai por nós!

12/10 - Nossa Senhora Aparecida, Rogai por nós!

16/10 - Santa Edwiges, Rogai por nós!

18/10 - São Lucas Evangelista, Rogai por nós!

28/10 - São Judas Tadeu, Rogai por nós!

    Missionários que se foram... Missionários que vão... Missionários que virão... Assim é o povo de Deus. Igreja viva. Água que corre levando vida. Vento que sopra em todas as direções.
    Água parada cria lodo, gera dengue. Gente parada atrofia o corpo e a mente. Enterra os talentos recebidos no Batismo. Esconde a lâmpada que deveria estar iluminando o próprio caminho e o caminho dos outros.

    Neste mês dedicado às Missões rezemos pelos missionários do mundo inteiro, aqueles que dão a vida pela causa do Evangelho, e lembremos que também nós somos chamados a ser missionários, dentro de nossa vocação: na família, no trabalho, no lazer.

    Cada vez que participamos da Santa Missa somos enviados a levar a paz e a alegria do cristão a todos, como os santos e santas que nos precederam.

    Que a Luz Divina nos ilumine, para que possamos compreender e colocar em prática a nossa missão!

    “Ide e evangelizai!”

    Paz e Bem!

Lourdes Barbosa.

CatequInformando

Amigos, aproveitamos esse espaço para divulgarmos as datas das atividades da catequese de 2012. Fique atento!

Para CRISMA:

23/10/2012 - Celebração de Pais e Padrinhos - 19:00 horas - Igreja Santa Terezinha
10/11/2012 - Confissões - 08:30 horas - Igreja Santa Terezinha
11/11/2012 - Retiro - 14:00 horas - Gruta de Santos Reis e 18:00 horas Encontro e celebração com os pais.
13/11/2012 - Batizados - 19:00 horas - Igreja Santa Terezinha
20/11/2012 - Primeira Eucaristia dos Crismandos
01/12/2012 - Crisma - 08:30 horas - Igreja Santa Terezinha

Para PRIMEIRA EUCARISTIA (urbana):

13/11/2012 - Batizados - 19:00 horas - Igreja Santa Terezinha
17/11/2012 - Confissões - 08:30 - Igreja Santa Terezinha
02/12/2012 - Primeira Eucaristia - 09:30 - Igreja Santa Terezinha

Confissões e 1ª Eucaristia nas COMUNIDADES RURAIS:

16/11/2012 - Santo Antônio do Quebranzol
21/11/2012 - Coelhos
21/11/2012 - Mata Silvano
23/11/2012 - Silvano
28/11/2012 - Brejo Silvano
05/12/2012 - Vieiras
12/12/2012 - Divisa
12/12/2012 - Pedros
14/12/2012 - Macaúbas
14/12/2012 - Duas Pontes

Que Santa Terezinha do Menino Jesus nos inspire em nossa missão!

Edinha

O amor: caminho para a vida eterna

    Diz um trecho do texto de São Lucas: “... quando deres um banquete, convida os pobres, os aleijados, os coxos, os cegos! Então serás feliz, pois estes não têm como te retribuir! Receberás a recompensa na ressurreição dos justos” (Lc 14,13-14). A vida eterna é a grande esperança de todo cristão. Mas, para ganhar esta vida o cristão tem de seguir Jesus com autenticidade. Isso não é algo impossível, nem difícil, desde que se leve em conta os ensinamentos de Jesus. E o seu grande mandamento é este: “amar a Deus sobre todas as coisas e ao próximo como a si mesmo” (Mt 22,36-37). E Jesus deu o seu exemplo, amando até às últimas consequências, ao dar a sua vida na cruz. Por isso ele mesmo disse: “Este é o meu mandamento: amai-vos uns aos outros, assim como eu vos amei. Ninguém tem maior amor do que aquele que dá a vida por seus amigos” (Jo 15,12-13)

    Assim, quem quiser ganhar a vida eterna só tem um caminho: o da caridade sincera, ou seja, o do amor. Mas, este amor só pode ser vivido pelo cristão se ele entra na lógica de Jesus. Ele ensinou com sua própria vida: sendo Deus se fez homem (sem deixar de ser Deus); sendo todo poderoso se fez fraco; sendo o Senhor se fez obediente; tendo tudo, se fez pobre e se humilhou até à morte de cruz. Mas Jesus ressuscitou e por isso todos os que acreditarem N´Ele ressuscitarão.

    O serviço que Jesus ensina é o serviço do amor incondicional, que não pede nada em troca. É justamente amando desta forma que alguém terá a vida eterna. É renunciando tudo, servindo aos irmãos sem esperar retorno algum e amando a Deus, confiando que ele retribui com justiça a cada um, que alguém ganha a vida eterna. Os discípulos receberam esta promessa de Jesus, que é também a mesma para todo cristão: “todo aquele tiver deixado casas, irmãos, irmãs, pai, mãe, filhos ou campos, por causa do meu nome, receberá cem vezes mais e terá como herança a vida eterna” (Mt 19,29).

    Os discípulos tiveram de deixar até os seus familiares para seguir Jesus. Assim também, cada um de nós pode deixar aquilo que lhe impede de entrar no reino de Deus. É no dia a dia que o cristão vai aprendendo a viver o amor. A mais simples ação pode ser muito importante. Por exemplo, o esposo ou a esposa pode se esforçar por fazer algo ao outro, não como cumprimento de uma obrigação, mas por amor mesmo; um filho pode se esforçar por ser mais obediente e carinhoso com os pais, somente por amor; alguém que tenha mais bens pode ajudar outro que necessita, não para humilhar o outro porque ele é pobre, mas porque o ama e quer o seu bem; alguém pode dar uma palavra amiga a outro, mesmo numa hora em que talvez não esteja com muito tempo ou muita disposição para ouvir; enfim, é preciso esforçar-se para fazer sempre o bem e agir conforme a regra do amor.

    Quem agir assim terá a vida eterna. Todos esperamos esta vida e ela foi prometida por Jesus. Todos a podem ter e existe o caminho: o do amor. O exemplo máximo de quem seguiu este caminho é o do próprio Jesus. Ele amou a todos e por todos morreu na cruz, mas por todos também ressuscitou e dá a vida eterna àqueles que o seguirem. Temos o exemplo de vários santos que seguiram este caminho. Um exemplo maravilhoso é o de Santa Terezinha do Menino Jesus. Ela disse que, depois de meditar sobre todas as outras vocações, descobriu que em todas elas o amor devia estar como motivo dela. Daí ela concluiu que a maior vocação é o amor, é amar. Por isso, Santa Terezinha expressou exultante: “Serei o amor no coração do mundo”!. Esta Santa, que vivia fechada em oração num Carmelo, se tornou a padroeira das missões. Assim, por um gesto de amor, o cristão está sendo um agende missionário e também está garantindo para si a vida externa. A vida eterna não será negada por Deus àqueles que procuram sempre viver o caminho do amor e não esperam sua recompensa na terra. Nosso Deus é o Deus da vida e não negará a sua vida aos que forem dignos dela.

José Antônio Ramos, seminarista do 4º ano do curso de teologia do
Seminário Maior “Dom José André Coimbra”

Lectio Divina

    A Leitura Orante da Bíblia (do latim Lectio Divina) deve estar em nosso cotidiano como um ponto de encontro com Deus. Em nossas orações, devemos estar em constante diálogo com Ele.

    A Lectio Divina é um consistente alimento para a fé. Este exercício quotidiano alimenta o espírito e prepara o discípulo para ser anunciador do Evangelho. A partir desta oração, conscientes do plano de Deus e de sua vontade, podemos produzir os frutos espirituais em nossa vida.

    Não basta apenas ler e estudar a Bíblia para se compreender seu sentido, mas é preciso que tenhamos dentro de nós os sentimentos que animavam Jesus, ter a certeza que somos filhos de Deus e que Ele nos ama.

    A Lectio Divina é deixar-se envolver pelo plano amoroso e libertador de Deus. Santa Teresinha do Menino Jesus dizia, em seu período de aridez espiritual, que quando os livros espirituais não lhe diziam mais nada, ela buscava no Evangelho o alimento da sua alma.

    A Lectio Divina é dividida em quatro partes: leitura, meditação, oração e contemplação.
Os passos para a Lectio Divina:

Preparar o ambiente;
Colocar o corpo em posição digna e cômoda;
Invocar o Espírito Santo (pode ser com a oração: Vinde, Espírito Santo, enchei o coração dos vossos fieis...)

    1- LEITURA: O que o texto diz em si?
Criar silêncio interior, predispondo-se a escutar.
Leitura lenta e atenta do texto.
Momento de silêncio, lembrando o que leu.
Considerar bem o sentido de cada frase.
Repetir alguma frase ou palavra que mais o tocou.
Tentar descobrir as divisões e a articulação do pensamento dentro do texto.
Estar atento a detalhes do texto.

    2- MEDITAÇÃO: O que o texto diz para mim?
Ler de novo o texto.
Atualizar, assimilar e encarnar a Palavra, ligando-a com a vida.
Três ou quatro perguntas para orientar a reflexão.
Tentar alargar a visão, ligando o texto com outros textos bíblicos.

    3- ORAÇÃO: O que o texto me faz dizer a Deus?
Ler de novo o texto.
Assumir um compromisso.
Formular preces para suplicar, louvar e agradecer a Deus.
Recitar um Salmo que expresse o sentimento que está em nós (em mim).

    4- CONTEMPLAÇÃO: Olhar a vida com os olhos de Deus.
Qual o novo olhar que sobrou em mim, depois da Leitura Orante do texto?
Como tudo isto pode me ajudar a viver melhor o meu compromisso de vida?
Que desafios descobri para me aperfeiçoar como discípulo de Jesus.

    Termine com a oração com um Pai Nosso e três Ave Marias, consciente de querer viver a mensagem do Reino de Deus e fazer Sua vontade.

    Cada Leitura Orante que fizer, considere como um encontro pessoal e único com Deus.

Sugestão para um programa de vida espiritual
1- Todos os dias reservar no mínimo 15 minutos para a oração pessoal com a Bíblia;
2- Faça pelo menos uma visita semanal ao Santíssimo Sacramento;
3- Nunca falte à missa dominical;
4- Confesse regularmente;
5- Reze diariamente o terço, se não for possível recitá-lo de uma só vez, faça-o em partes durante o dia, até completar as cinco dezenas.

    Que cada um possa ter um encontro pessoal com Deus em cada oração, e que a Lectio Divina ajude a sermos verdadeiros discípulos e missionários de Cristo a cada momento e em cada lugar que estivermos. E que possamos dizer a cada dia de nossas vidas: “Fala Senhor, teu servo escuta” (1Sm 3,10).

Seminarista Douglas Henrique dos Reis Ribeiro
2º Ano de Filosofia - Seminário Maior “Dom José André Coimbra”

O Tratado da Verdadeira Devoção à Santíssima Virgem

Eu vos pertenço, Santíssima Virgem, Salvai-me! (Sl 118,94)

    O tratado da verdadeira devoção à Santíssima Virgem, por muito tempo esteve esquecido e inutilizado. Talvez pelo fato de poucas pessoas o conhecerem ou por não saberem das inúmeras graças que são obtidas através de tal. Esta devoção é uma forma perfeita de se alcançar uma vida de oração e amor a Jesus Cristo, por Maria com Maria e em Maria. Pois é o desejo de Deus que sejamos semelhantes a Jesus Cristo em amor e santidade. E não há ninguém melhor do que Maria para nos modelar, pois Maria é o molde perfeito de Deus. (S. Agostinho)

    Este tratado constitui-se em uma entrega total a Maria, na condição de escravos pelo amor; despojando-se de tudo que temos e somos, e entregando tudo a aquela que melhor do que ninguém sabe administrar nossos bens, tanto materiais como espirituais. Muitos Santos da Igreja também foram praticantes desta devoção, e nós que estamos na busca contínua pela santidade, devemos seguir os exemplos dos Santos da Igreja, que alcançaram a santidade pela prática da escravidão de amor a Jesus Cristo por Maria.

    Maria a cheia de graça que por sua dignidade foi escolhida para ser a esposa do Espírito Santo e também para trazer a salvação ao mundo inteiro dando a luz ao Verbo Encarnado. JESUS CRISTO. Como Santo Antonino dizia que “Deus juntou todas as águas e chamou de Mar; juntou todas as graças e chamou de Maria”. O mundo não foi digno de receber diretamente o filho de Deus, por isso Jesus Cristo foi dado ao mundo pelas mãos de Maria. Assim como Deus quis que seu filho viesse ao mundo por Maria ele deseja que cheguemos a ele guiados pela virgem Maria. Pois “se estabelecermos, portanto, à sólida devoção à Santíssima Virgem, teremos proporcionado um meio fácil e seguro de achar Jesus Cristo”.

    Consagração diária a Jesus por Maria: “Sou todo vosso e tudo o que tenho vos pertence, ó meu amado Jesus, por Maria vossa Mãe Santíssima”.

    (Livro Tratado da Verdadeira Devoção à Santíssima Virgem)
Ronaldo Júnior - Seminário Menor Monsenhor Josias Tolentino de Araújo.

Dia Nacional da Juventude em Monte Carmelo

    No dia 21 de outubro, será realizado, na vizinha cidade de Monte Carmelo, o Dia Nacional da Juventude (DNJ). O evento tem início previsto para as 8hs e término ás 17hs. Diversas atividades estão sendo preparadas, entre elas, serão feitos esclarecimentos sobre a Acolhida dos Símbolos da Jornada Mundial da Juventude (JMJ), sobre a Semana Missionária nas paróquias e sobre a organização da Diocese para ida ao Rio de Janeiro para a JMJ.

    Para realizar as inscrições para o Dia Nacional da Juventude, os grupos de podem se organizar por expressão, comunidade ou mesmo paróquia. Para se inscrever o ideal é que o coordenador tenha uma relação dos jovens que vão participar, para seu controle, em seguida ele fará apenas a sua inscrição no site da diocese, www.diocesedepatosdeminas.org.br, onde preencherá seus dados e a quantidade de jovens pelos quais ele será responsável.

    Lembrando mais uma vez que o Dia Nacional da Juventude, faz parte da preparação para a Jornada Mundial da Juventude, que acontecerá de 23 a 28 de julho do próximo ano na cidade do Rio de Janeiro.

Coordenação do Setor Juventude da Diocese de Patos de Minas.
PASCOM - Pastoral da Comunicação

Outubro: Mês das Missões

O Decreto “Ad Gentes” do Vaticano II, vem nos dizer que a Igreja de Jesus é missionária.

“Então Jesus se aproximou e falou: Toda a autoridade foi dada a mim no céu e sobre a terra. Portanto, vão e façam com que todos os povos se tornem meus discípulos, batizando-os em nome do Pai, do Filho, e do Espírito Santo”. (MT 28,18-19).

Jesus falou-lhes com toda autoridade, todo poder e, confere aos apóstolos a missão, o dever e o direito de ensinar todas as gentes sem exceção, mediante o batismo.

Este ano a Igreja no Brasil reflete o tema “Brasil missionário partilha tua fé” em sintonia com os temas do 3º Congresso Missionário Nacional, que aconteceu em Palmas (TO) em de julho e do 4º Congresso Missionário Americano que também é o 9º Congresso Missionário Latino Americano que se realizarão em Maracaibo, Venezuela, em 2013. A temática “partilha a tua fé” tem por objetivo chamar a atenção da Igreja para a importância da universalidade da missão que deve ser pensada para além das fronteiras do ser cristão, sejam elas geográficas ou não, ou seja, a Igreja missionária é aquela que está onde é necessário.

Por isso, a Igreja Católica no Brasil e na América Latina convida, através da Campanha Missionária deste ano, toda a comunidade cristã a repensar o seu papel enquanto anunciadora do mandato de Jesus Cristo, “Ide, pois, fazer discípulos entre todas as nações, e batizai-os em nome do Pai, do Filho e do Espírito Santo”. (Mt 28, 19-20).

Como sabemos, uma Coleta em favor das missões acontece durante o mês de outubro. Este ano, estarão sendo recolhidos os envelopes nos dias 20 e 21 nas Missas. Sejamos generosos!

Pascom - Pastoral da Comunicação

Há 50 Anos Começava o Concílio Vaticano II

Em 11 de outubro de 1962, teve início um evento que mudaria a face da Igreja Católica. Há 50 anos, o papa João XXIII convocava o Concílio Vaticano II, considerado hoje o acontecimento mais importante da Igreja no século 20 e descrito pelo próprio pontífice como “um novo Pentecostes”. Uma das instituições mais poderosas e influentes do mundo, que tinha dominado o Ocidente nos séculos anteriores, agora se encaminhava para a modernidade.

“A sociedade estava num contexto de pós-guerra, com os regimes liberais democráticos ganhando mais espaço entre os países ocidentais, enquanto o Vaticano se comportava ainda num modelo pré-moderno, vivendo num mundo à parte”, explica o professor do Departamento de Teologia da Pontífice Universidade Católica do Rio de Janeiro (PUC-Rio), o padre jesuíta Luís Correa. Como o próprio papa explica na bula Humanae salutis, que convocou o encontro em 1959, “o próximo concílio reúne-se, felizmente, no momento em que a Igreja percebe, de modo mais vivo, o desejo de fortificar a sua fé como, também, percebe melhor o dever urgente de dar maior eficiência a sua robusta vitalidade, e de promover à santificação de seus membros, a difusão da verdade revelada, a consolidação de suas estruturas”.

A convocação pegou boa parte da comunidade católica de surpresa, ainda mais vinda de João XXIII, à época com 81 anos. “Quando Pio XII faleceu, o conclave não conseguiu chegar à um consenso em relação ao novo papa. Então o cardeal Ângelo Giuseppe Roncalli foi escolhido para ser um papa de transição, uma vez que já tinha 77 anos”, explica o mestre em ciências da religião Aerton Carvalho. “O papa queria abrir as janelas para arejar a Igreja, eu segundo ele estavam fechadas pela ortodoxia e pelos dogmas”, afirma Carvalho.

Os dados falam por si só: o Concílio Vaticano II teve seus trabalhos iniciados com 2.540 padres conciliares ou prelados, um número inédito na história da Igreja. Os debates só terminaram no dia 8 de dezembro de 1965, já sob um novo papa, o italiano Paulo VI. “João XXIII morreu nove meses depois da primeira sessão. O conclave convocado para escolher um novo papa já tinha em mente a continuidade do concílio quando elegeu Giovanni Montini”, lembra Correa. O novo pontífice tinha fama de ser um grande conciliador, característica que seria importante nas próximas reuniões, como forma de fazer com que as decisões do Concílio fossem aprovadas de forma quase unânime, apesar das divergências.

quinta-feira, 11 de outubro de 2012

O Mensageiro - Outubro de 2012

O Mensageiro - Outubro de 2012

Órgão Informativo da Paróquia Santa Terezinha

Patrocínio MG - Diocese de Patos de Minas

Clique nas Imagens e veja:

  

  

(Obs: para visualização das imagens em tamanho maior, clique com botão direito do mouse, e em abrir nova janela ou nova aba, quando a imagem abrir clique onde você quer ampliar).

quarta-feira, 3 de outubro de 2012

Festa em Louvor a Nossa Senhora Aparecida

A PARÓQUIA SANTA TEREZINHA, COMUNIDADE DE NOSSA SENHORA APARECIDA, E FESTEIROS, CONVIDA VOCÊ E SUA FAMÍLIA, PARA JUNTOS CELEBRARMOS A FESTA DA NOSSA PADROEIRA

“Festa em Louvor a Nossa Senhora Aparecida”

DE 11 A 14 DE OUTUBRO DE 2012 NO BAIRRO AMIR AMARAL - PATROCÍNIO – MG

Tema: “Mãe Aparecida, vós sois sinal do Amor infinito de Deus!”

Dia 11 (quinta-feira)
Às 19:00h: Celebração Eucarística na Igreja Nossa Senhora Aparecida.
Tema: “Mãe Aparecida, vossa vida exalta a santidade de Deus”!
Coroação: Liturgia e canto.
Participação: Comunidade Nossa Senhora do Rosário.

Dia 12 (sexta-feira)
Às 08:00h: passeio Ciclístico; Saindo da Igreja São Francisco com encerramento na Igreja Nossa Senhora Aparecida.
Participação: EAC, EJC, Pastoral da Juventude e Vicentinos.
Organização: Vicentinos, Pastoral Familiar, CCP, Festeiros, Pastoral da Juventude, EAC e EJC.

Às 18:00h: Caminhada dos Devotos de Nossa Senhora Aparecida saindo da Igreja de Santa Terezinha até a Igreja Nossa Senhora Aparecida e logo em seguida a Celebração Eucarística.
Tema: “Mãe Aparecida, vossa humildade desconcerta o Coração dos Soberbos”!
Coroação: crianças da Comunidade Nossa Senhora Aparecida.
Participação e organização: comunidades: Nossa Senhora Aparecida, Santa Terezinha, São Francisco e Nossa Senhora do Rosário.

Dia 13 (sábado)
Às 19:00h: Celebração Eucarística na Igreja Nossa Senhora Aparecida.
Tema: “Mãe Aparecida, fazei de nós missionários da misericórdia de Deus”.
Coroação: Liturgia e Canto.
Participação: Comunidade Santa Edwiges e Comunidade São Vicente de Paulo “Colina da Paz”

ENCERRAMENTO

Dia 14 (domingo)
Às 18:00h: Celebração Eucarística na Igreja Nossa Senhora Aparecida.
Tema: “Mãe Aparecida, ajudai-nos a construir uma sociedade sem dominação”!
Coroação: Liturgia e canto.
Participação: Comunidades Urbanas e Rurais, CCP, festeiros.

Participe!!! Venha com sua família! Todos os dias haverá Celebração Eucarística, Novena e Coroação. Movimentação de Barraquinhas com pasteis, caldos, espetos e muita alegria, traga sua Família.

Nossa Senhora Aparecida!!!
Rogai por Nós!!!

Pe. José Ricardo Lucas de Lima (Pároco)
Pe. José Luís de Araújo Paiva
Pe. Ivan José Ribeiro
Paróquia Santa Terezinha

Veja o Cartaz:

Muito obrigado pela visita!!!

Clique nas paginas para ver outras matérias.

Seguidores

Total de visualizações de página

Colaboradores


Foto: